Capacitação

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE (2004), o aumento da expectativa de vida ao nascer, obtido em 2000 foi de uma vida média de 70,4 anos e tendo como projeção para 2050 alcançar um patamar de 81,3 anos. Entretanto, é importante salientar que o aumento da expectativa de vida acarreta na elevação da incidência de doenças neurodegenerativas.

O CPN/SARI propõe um programa de abordagem neuropsicológica em idosos com queixas cognitivas, que podem vir a desenvolver uma doença neurodegenerativa. Visando não somente diagnosticá-los da melhor forma possível, mas também proporcionar aos profissionais e familiares que cuidam ou convivem com o idoso, maior conhecimento sobre o envelhecimento cognitivo normal e patológico para um tratamento mais adequado buscando manter por um período maior a independência deste idoso. Este programa envolve 3 níveis descritos abaixo:

Nível 01 – Conhecimentos Fundamentais

Público alvo - Profissionais da área da saúde e público interessado em atuar com pessoas idosas.

Objetivo - Proporcionar aos profissionais maior conhecimento sobre o envelhecimento cognitivo.

Benefícios -

1. Auxiliar na identificação precoce de possíveis doenças neurodegenerativas ou não-degenerativas, com diagnósticos mais assertivos e tratamentos mais adequados.

2. Orientar melhor aos pacientes, familiares e cuidadores a fim de diminuir o tempo de dependência deste idoso, e consequentemente as internações em asilos ou casas de repouso.

1. Ciclos de Palestras

  • Tema 1 - Funções cognitivas (atenção, memória, linguagem, funções executivas, habilidades visoconstrutivas e visomotoras) (24hs)
  • Tema 2 - Funções Cognitivas no envelhecimento (8hs)
  • Tema 3 - Avaliação neuropsicológica em idosos (16hs)
  • Tema 4 - Doenças neurodegenerativas no envelhecimento (32hs)
  • Tema 5 - Problemas cognitivos nas doenças não-degenerativas no envelhecimento (16hs)
  • Tema 6 - Transtornos neuropsiquiátricos no envelhecimento (16hs)
  • Tema 7 - Aspectos sociais e familiares no envelhecimento (8hs)

Total de 120Horas:

Nível 02 – Capacitação/ Treinamento

População alvo: Profissionais de psicologia

Objetivo - Capacitar Psicólogos no uso de instrumentos específicos para detecção de déficits cognitivos na população idosa. 

Benefício - Auxiliar na identificação precoce de possíveis doenças neurodegenerativas ou não-degenerativas, com diagnósticos mais assertivos e tratamentos mais adequados.

2 - Método de avaliação cognitiva no idoso

Fase 1- Bases teóricas e praticas das tarefas que avaliam os aspectos cognitivos: 44 horas

  • 1.1. Avaliação neurológica (2hs)
  • 1.2. Anamnese e histórico clínico (4hs)
  • 1.3. Atenção (4hs)
  • 1.4. Funções executivas (6hs)
  • 1.5. Memória (6hs)
  • 1.6. Linguagem (4hs)
  • 1.7. Habilidades Visoconstrutivas (4hs)
  • 1.8. Habilidades Visomotoras (4hs)
  • 1.9. Comportamento e aspectos emocionais (6hs)
  • 1.10. Critérios de Diagnósticos (4hs)

Fase 2- Treino Prático do protocolo de avaliação cognitiva (20 horas)

Fase 3 - Interpretação dos dados e elaboração de relatório (20 horas)

Nível 03 – Supervisão

Público alvo - Profissionais de Psicologia.

Objetivo - Supervisionar os profissionais da área da saúde que atuarão no processo de avaliação cognitiva, visando garantir a eficácia e qualidade do método.

Benefício - Que os profissionais da área da saúde atuantes nos municípios desenvolvam maior aptidão na condução de atividades próprias para o cuidado do idoso, assim como transmitir esse conhecimento a novos profissionais contratados.

Método de Supervisão

  • 10 encontros, a cada 15 dias, com duração de 4 horas cada. (total 40hs)
  • Grupos de 08 profissionais no máximo.
  • No grupo serão discutidos os casos avaliados com o protocolo de avaliação cognitiva pelos profissionais. 

Voltar